Curiosidades,  Viagem

40 gírias e palavras diferentes em Portugal

Se os regionalismos e o sotaque já fazem a língua portuguesa ser muito diferente em Brasil e Portugal, o uso de gírias na terrinha só aumenta a distância cultural.

Aqui, selecionei 10 gírias portuguesas que são muito comuns entre os nativos. E não só entre eles, afinal os brasileiros que passam um tempo em Portugal, acabam incorporando algumas delas ao vocabulário.

 

1. Fixe = Legal. Significa bom, bem, da hora, bacana. Em outras palavras, fixe é o mesmo que legal. Se alguém te chamar de fixe, agradeça, pois é um elogio. Dizem que é uma derivação do inglês “fine”, como tá explicado aqui nesse blog. Exemplos: a festa tá fixe; Joaquina é uma mulher fixe.

 

2. Porreiro = Bom. Ainda mais informal do que fixe, também é um adjetivo elogioso. Dependendo do contexto, ser porreiro significa ser prestativo, simpático ou leal. Também é usado por definir situações. Exemplos: é porreiro conversar com Manuel, ele é muito engraçado.

 

3. Telemóvel = Celular. É o telefone celular. Aliás, faz muito mais sentido chamar de telemóvel do que de celular. Aliás, isso é comum em Portugal, pois eles preferem palavras mais ao pé da letra do que nós brasileiros.

 

4. Bué = Muito. Expressão de origem angolana, cada vez mais comum nas conversas dos jovens portugueses. Em Portugal, bué significa “muito, abundante, em grande quantidade”. Tem um vídeo explicativo aqui, contando a origem e outros sinônimos.

 

5. Rebuçado = Balinha. Existem muito significado para essa palavra, mas o mais comum em Portugal é balinha. Isso mesmo, a bala doce de comer. Por exemplo, os Rebuçados da Régua são balinhas típicas da região de Peso da Régua, como esse blog explica.

 

6. Autoclismo: descarga da privada. É simplesmente o botão ou alavanca para dar liberar a água e dar a descarga em vasos sanitários e mictórios. Exemplo: quando for ao banheiro, não se esqueça de apertar o autoclismo.

 

7. Montra = Vitrine. Não tem nada a ver com cavalos e montaria. Montra significa vitrine, local de exposição de produtos em lojas.

 

8. Giro e Gira = Bonito e Bonita. Em Portugal, ser chamado de giro é quase sempre um grande elogio. Isso porque, além de significar “bonito”, também pode ser dito sobre algo que desperta curiosidade. Exemplos: Maria é muito gira; Manuel escreveu um livro muito giro, como diz aqui nesse dicionário.

 

9. Piroco = Cantada. Pois é, por mais estranho que pareça, piroco não é xingamento ou palavrão em Portugal. Por exemplo, se o Manuel está andando na rua e a Maria assovia e elogia, ela fez um Piroco.

 

10. Bicha = Fila. Não tem nada a ver com o que no Brasil é dito sobre homossexuais do sexo masculino. Se você vai entrar numa bicha, ou pegar uma bicha, significado que vai entrar numa fila, como no supermercado, por exemplo. Aqui nesse blog tem alguns exemplos engraçados.

 

11. Comboio = Trem. Não é tão diferente, pois eles usam o nosso plural para dizer no singular.

 

12. Gajo e Gaja = garoto ou garota, jovem, guri ou guria. Essa é conhecida de muitos brasileiros. É assim que alguns jornalistas esportivos se referem a Cristiano Ronaldo, simplesmente como O Gajo.

 

13. Sandes = Sanduíche. Não é apelido carinhoso para sanduíche, é o nome oficial em Portugal mesmo. Diferente de nós brasileiros, que usamos um aportuguesamento do inglês sandwich. 

 

14. Eléctrico = Bonde. Tá certo, se onde bondinhos são elétricos, não é difícil aprender a chamar só de eléctrico.

 

15. Descapotável = Carro conversível. Agora deu nó na cabeça. Descapotável parece algo que não capota. E também parece ser um carro que não pode ter a capota retirada, sendo que na verdade é o oposto disso.

 

16. Cueca = Calcinha. Pois é. Se você é homem e está procurando um cueca para comprar em Portugal, você pode acabar experimentando algo bem mais apertado.

 

17. Paneleiro = Homossexual. Enquanto no Brasil paneleiro virou sinônimo de quem bateu panelas em apoio ao golpe de Michel Temer, em Portugal é um termo pejorativo para se referir a gays, de modo geral.

 

18. Bica = Cafezinho. Como está explicado aqui, essa gíria para o café nasceu por causa de uma campanha publicitária.

 

19. Rabo = Bunda. Se alguém elogiar seu rabo em Portugal, pode ser algo vulgar, mas não tanto quando no Brasil, onde os termos significam basicamente a mesma coisa, embora com diferentes graus de, digamos, agressividade.

Você prefere rabo ou bunda?

 

20. Pêra = Cavanhaque. Faz sentido, afinal o formato de um cavanhaque pode lembrar uma pêra.

 

21. Puto = Adolescente. Esse termo eu gostaria de importar pro Brasil. Seria muito legal poder chamar todos os adolescentes chatos (redundância) de putos.

 

22. Propina = Mensalidade. Enquanto no Brasil pagar propina é sinal de corrupção, em Portugal significa mensalidade, em colégios e universidades, por exemplo.

 

23. Fufa = Lésbica. Outro termo pejorativo, relacionado a mulheres homossexuais. No Brasil, é o equivalente a “sapatão”.

 

24. Passadeira = Faixa de Pedestres

 

25. Banda desenhada = História em quadrinhos

 

26. Peão = Pedestre

 

27. Paragem = Ponto de ônibus

 

28. Sumo = Suco de frutas

 

29. Chávena = Xícara

 

30. Talho = Açougue

 

31. Casa de Banho = Banheiro

 

32. Explicador = Professor particular

 

33. Banheiro = Salva-vidas. Esse é a palavra mais importante para aprender antes de ir à praia de Portugal. Se alguém gritar BANHEIRO, corra pra ajudar, porque tem alguém se afogando.

 

34. Hospedeira de Bordo = Comissária de Voo. Seja, aeromoças e aeromoços.

 

35. Pica = Injeção. Outra palavra que não é palavrão. Se alguém te disser que vai tomar pica, não precisa ficar imaginando coisas.

 

36. Punheta = Prato tradicional. Agora também vai ser difícil controlar o riso. Se vir essa palavra no restaurante, peça para o garçom, porque você vai gostar. Trata-se de uma especialidade à base de bacalhau, uma das melhores comidas típicas de Portugal.

 

37. Invisual = Cego

 

38. Pastilha elástica = Chiclete. Isso aí, significa goma de mascar.

 

39. Empregado de Mesa = Garçom

 

40. Canalha = Grupo de crianças