Lisboa Sintra

Roteiro para 4 ou 5 dias em Lisboa – Com Belém, Sintra e mirantes

Lisboa tem lugares para se conhecer durante um vida inteira. Mas não se preocupe se não tiver muito tempo. O básico da capital portuguesa pode ser percorrido num roteiro de 4 dias e 3 noites. Ou seja, 2 dias inteiros, nos quais vou concentrar os principais pontos turísticos.

Não vai ser muita correria? Nem sempre. Lisboa é uma cidade compacta. As principais atrações estão divididas principalmente entre 3 regiões. Se locomovendo entre elas, usando metrô, Uber, bondinhos ou ônibus, o restante você faz caminhando. Mas o primeira dia é bem cansativo, pois envolve uma ida a Sintra. Se preferir, adicionar uma dia a mais para fazer esse bate e volta.

Quer ver outro ponto de vista sobre Lisboa? A Poliana do blog Across The Universe fez este roteiro completo em Lisboa, com dicas de bons restaurantes e principais atrações.

O que fazer em Lisboa num roteiro de 3 dias

O dia da chegada e o dia de ir embora, costumam ser dias perdidos. A não ser que você chegue até o meio da tarde, não sobra muito tempo. De qualquer forma, vou dar algumas dicas para esses dias, incluindo como chegar aos hotéis na zona central de Lisboa.

Dia 1 – Chegada e ida do aeroporto ao hotel

O transporte mais rápido e barato entre o Aeroporto Internacional de Lisboa e os bairros centrais, é o metrô. O preço da passagem é 1,40 € + 0,50 do Cartão Viva Viagem, que é preciso comprar da primeira vez e depois basta recarregá-lo. A estação fica bem em frente ao aeroporto. Pode comprar a passagem nas máquinas automáticas em dinheiro ou cartão de crédito, ou na bilheteria.

Se você escolher bem onde se hospedar em Lisboa, vai ter uma estação de metrô perto do seu hotel. As estações com melhores localização para o turismo, cercadas de bons hotéis, restaurantes e atrações, são: Cais do Sodré, Baixa-Chiado, Rossio, Restauradores, Avenida e Marquês do Pombal. O tempo de viagem entre a Estação Aeroporto e as estações centrais, em média é de 30 minutos.

Recomendo utilizar esse primeiro dia em Lisboa para descansar da viagem e curtir seu bairro.

Dia 2 – Roteiro de Belém e Sintra

Acorde e vá direto para tomar café da manhã na confeitaria Pastéis de Belém, onde foi criada a receita original da mais famosa comida típica de Portugal. Além da iguaria, o local também serve sanduíches, cafés e doces. Em seguida, Ande 5 minutos até o Mosteiro dos Jerónimos, um colossal mosteiro construído no século XVI.

Fila para visitar a Torre de Belém.

Em direção ao Rio Tejo, passe pelo Jardim da Praça do Império e use a passarela subterrânea para atravessar a movimentada Avenida Brasília. Vai sair bem na Rosa dos Ventos, em frente ao monumento Padrão dos Descobrimento. Lá dentro tem uma exposição e acesso a um dos 30 melhores mirantes de Lisboa.

Pelo calçadão na orla do Rio Tejo, passe pela Torre de Belém, pelas Docas de Belém e depois ande de volto ao Museu MAAT, com sua impressionante arquitetura. Você pode apenas fotografar pelo lado de fora, aproveitando seu mirante no terraço e a vista para a Ponte 25 de Abril. Ou pode entrar na parte da antiga usina termoelétrica, parte que realmente vale a pena. A essa altura já será por volta de 13h.Faça um lanche e siga para Sintra, combinando ônibus + trem ou trem + metrô + trem.

Vista do MAAT para a Ponte 25 de Abril.

A viagem para Sintra dura pouco mais de 1 hora. Chegando lá, você terá algumas opções para explorar a cidade, com preços completamente diferentes. Sintra não é uma cidade barata. Os locais aproveitam que as atrações são no topo das montanhas, e cobram caro pelos transportes. É possível alugar um carro elétrico, comprar um passeio completo de tuk tuk, embarcar na linha turismo ou visitar apenas pontos específicos de tuk tuk. Essa última é a opção mais prática.

Por uma média de 7 € por pessoa, os motoristas de tuk tuk levam até os palácios e castelos. Recomendo ir direto ao mais famoso, o Palácio Pena. A viagem montanha acima leva mais ou menos 15 minutos, entre curvas fechadas e ladeiras assustadoras. Para entrar no parque e andar ao redor do palácio, o preço do ingresso é 7,50 €. Por 14 € é possível entrar nele. Mas entrar não é algo essencial.

Palácio Pena, em Sintra. Pode fazer só o bate e volta mesmo.

O Palácio Pena é realmente lindo. E fotogênico. Suas arquitetura e suas cores garantem lindas fotos. Ainda mais com o visual do alto da montanha. Do pátio do palácio, nos dias de céu limpo é possível enxergar o Rio Tejo em Lisboa, a cidade de Cascais, o Cabo da Roca e algumas praias.

Já no fim do dia, pegue o tuk tuk de volta para a estação de trem e embarque novamente para Lisboa. Se chegar com disposição, vá jantar um bacalhau. Entre os melhores que provei em Lisboa, estão os restaurantes Zé Varunca e O Alpendre.

Dia 3 – Roteiro pelas atrações básicas de Lisboa

Vá tomar café ou começar o dia no Mercado da Ribeira. O local é uma grande praça de alimentação, com diversos restaurantes e diferentes especialidades portuguesas para experimentar. Em seguida, ande cerca de 10 minutos até a Loja das Conservas. Nesse onda de vender enlatados pra turistas, sobraram poucas lojas com preços justos e essas é uma delas.

Ande mais um pouco em linha reta e você chegará na Praça do Comércio, um dos lugares mais importantes de Lisboa. Essa é uma das maiores praças da Europa. Nos palácios ao seu redor, viveram os últimos reis de Portugal. De um lado está o Rio Tejo, do outro do Arco da Rua Augusta. Aliás, como expliquei no post Mirantes de Lisboa, é possível subir no arco. Atravesse o arco e caminhe pela histórico e turística Rua Augusta.

Atenção! Nessa região, é grande o assédio de supostos traficantes, que oferecem maconha e cocaína aos turistas. Mas não deixem enganar. Por mais que você queira dar um tapinha, saiba que o que eles vendem é ORÉGANO, por isso a polícia não faz nada.

Pela Rua Augusta, ande cerca de 3 quarteirões e vira a direita. Logo vai avistar a Sé de Lisboa. Um pouco abaixo dela está a Igreja de Santo Antônio, construída no local de nascimento do santo. Bem nessa região, passam o bonde elétrico e o microônibus que levam ao Castelo de São Jorge. Embarque por 3 € e chegue à região dos mirantes. Para entrar no castelo, o preço é 8,50. Ou você pode economizar e seguir andando até o mirante Portas do Sol, de onde se tem uma bela vista para Alfama, o bairro mais antigo de Lisboa, até do outro lado do Rio Tejo.

Dica pra facilitar o roteiro: um tour por Alfama, Chiado, Bairro Alto e principais mirantes, pode ser feito nesse Passeio de Tuk Tuk em Lisboa. É a melhor escolha para quem não gosta tanto de andar ou prefere evitar ficar perdido. Não custa caro e vai economizar bastante tempo.

De Tuk Tuk, você conhece Lisboa mais rápido.

Depois de observar Alfama, desça as escadarias do bairro histórico, entre bares e tascas, e volta para a Rua Augusta. Caminhe até o Elevador de Santa Justa e suba para o Bairro Alto. Percorra suas ruas boêmias até por volta de 19h, quando abre a Tasca do Chico. Ela é uma das casas de fado mais tradicionais e disputadas de Lisboa. São poucas mesas, compartilhadas entre locais e turistas. Entrada grátis. No cardápio, apenas bebidas e petiscos. Recomendo pedir a linguiça, que esquentam em chama alta no próprio balcão.

Rua Nova do Carvalho, a Rua Rosa, local de agito na noite lisboeta.

Se tiver pique, vá fechar a noite na Rua Rosa, a Rua Nova do Carvalho, que concentra bares e pubs. Um dos mais interessante do local é o Sol e Pesca, onde pode pedir entre milhares de enlatados do cardápio. Foi esse local que recebeu a visita do apresentador Anthony Bourdain há alguns anos, e logo se tornou um clássico de Lisboa.

Dia 4 – Tchau, Lisboa

Os principais voos de Lisboa para o Brasil, principalmente os voos diretos pela TAP, decolam no início da manhã. Então acorde cedo, pegue o metrô e vá direto para o aeroporto. E atenção redobrada aos horários. No caso de Lisboa, a recomendação pra chegar com 3 horas de antecedência é realmente muito importante. A fila da imigração para deixar o país costuma ser longa. E como o portão de embarque pode ser divulgado faltando poucos minutos, vá logo para a fila dos portões internacionais.

Faltou alguma coisa pra ver em Lisboa?

Lógico. Como falei no início, Lisboa tem lugares de interesse para uma vida inteira. Então, se tiver mais tempo, poderá entrar em mais museus, visitar mais mirantes, comer em mais restaurantes e assistir outros espetáculos de fado. Além de sobrar tempo para passeios de barco, bicicleta, patinete e outras atividades. Quem sabe até para fazer um viagem de carro de Lisboa para Porto.

Aguarde mais dicas e roteiro de viagem para Lisboa aqui no Dicas Portugal.