Lisboa

MAAT, o Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia de Lisboa: todas as dicas pra visitar

Visitei o MAAT (Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia de Portugal) em Lisboa. Espaço interessante, sobretudo pelo visual de sua arquitetura moderna em composição com o Rio Tejo e a Ponte 25 de Abril. Mas vale a pena entrar no MAAT? Quando custa o ingresso? O que tem lá dentro? Aqui você descobre.

Pra começar, o MAAT está dividido em duas partes. A primeira, no prédio moderno, é uma galeria de arte contemporânea. A segunda, num prédio anexo em estilo industrial, é uma exposição de ciência e tecnologia.

Preços dos ingressos do MAAT

  • Entrada na Central (ciência e tecnologia) – 5 €
  • Entrada no MAAT (arte contemporânea) – 5 €
  • Entrada Central + MAAT – 9 €
  • Entrada gratuita: 1º domingo de cada mês e segmentos profissionais certificados
  • Onde comprar: na bilheteria do MAAT ou no site oficial. O preço é o mesmo.

Repare que tem um desconto se visitar as duas partes do MAAT. Mas, a não ser que você seja do ramo das artes, acho que não vale a pena entrar na exposição contemporânea do MAAT. É uma galeria de arte abstrata, que leigos como eu não tem nada pra ver.  E pensar que custa o mesmo que a entrada da Central, esse sim um local interessante e divertido para adultos e crianças.

O que ver no MAAT – Central

Percorri a exposição de arte contemporânea abstrata em 5 minutos e fui para o edfiício vizinho, onde funcionava uma Central Termoelétrica e posteriormente o Museu da Eletricidade, que foi incorporado ao MAAT. Prédio grande, dividido em diferentes seções. Pra facilitar o entendimento sobre o que tem de interessante lá dentro, vou dividir a exposição da central do MAAT em 4 temáticas.

1. Jogos e brinquedos

Logo após a entrada na antiga usina, está a exposição relacionada a jogos de video game, anime e correlatos no cinema e em desenhos para TV.  Exposição de vários bonecos de heróis e robôs lutadores em diferentes tamanhos. Quem assistiu Jaspion, Changeman e outros sucessos, vai gostar. Também tem a réplica do Robô R2-D2, de Star Wars, além de um video-game em funcionamento. Inclusive joguei um pouco de Mega-Man no Super Nintendo.

2. Robôs, mecânica e inteligência artificial

Área dedicada à inteligência artificial. Braços mecânicos que desenham, cachorro robô e robôs que reagem a estímulos como gritos e palavras de carinho. Interessante de ser ver. Fica aquele clima de O Exterminador do Futuro no ar.

3. Usina

Mostra sobre como era o local antes de se tornar um museu. Grandes equipamentos da antiga usina termoelétrica estão em exposição. Foi a parte de visita onde perdi menos tempo, mas não significa que seja menos interessante.

Simulação de operários trabalhando na usina em tempos não muito remotos

4. Brinquedos elétricos

É a melhor parte para crianças e adultos divertidos. Quando fui embora sem ver, pois fica numa área meios escondida, no final do percurso. Contém mesas que pedem a interação do visitante para criar estímulos elétricos. Por exemplo, para acender uma luz ou para mover um objeto. Inclusive tem uma que o próprio usuário faz gerar a eletricidade para tomar um choque. Fui corajosa e me dei mal, haha. Vale a pena, foi a parte que mais gostei.

Teste para acender os olhos do boneco
Mesa para geração mecânica de eletricidade
Mapa de calor no MAAT

Respostas para as dúvidas mais comuns sobre o MAAT

  • Quanto tempo dura a visita? Entre 1 e 3 horas, em média
  • Pode tirar foto? Sim, sempre sem flash
  • Posso ir de metrô? Sim, abaixo vou explicar
  • O que visitar perto do MAAT? Antes ou depois de visitar o museu, você pode ir a pé para outras atrações de Belém, como o Padrão dos Descobrimentos, o Mosteiro dos Jerónimos e a confeitaria Pastéis de Belém.

Como chegar no MAAT

Saindo de Lisboa, o melhor transporte para o MAAT é o trem (comboios). Embarque na Estação Cais do Sodré (conectada ao metrô, Linha Verde) na Linha de Cascais e desembarque na Estação Belém. Atravesse a avenida pela passarela e ande cerca de 600 metros até a entrada do museu.

  • Preço da passagem: 1,35 € + 0,50 € se ainda não tiver o cartão recarregável (detalhes em Comboios Portugal)
  • Frequência do trem: a cada 12 minutos
  • Número de estações: Belém é a terceira parada